Educação Financeira
Educação Financeira

12 Dicas para Economizar nas Compras do Supermercado


O supermercado está entre as despesas essenciais do orçamento. Mas, isso não significa que, em uma compra, não tenham itens desnecessários ou que podem ser comprados mais baratos. Nesse artigo, vou te apresentar 12 dicas para economizar um bom dinheiro nas compras supermercado.

1. Lista de Compras

Assim como no planejamento financeiro, a lista de compras representa um plano muito útil na hora ir ao supermercado. Use a caderneta, sites especializados ou aplicativos para smartphones que auxiliam no desenvolvimento de listas de compras, opções não faltam.

Quando você estipula o que realmente precisa e o quanto pode gastar, estará dando um passo para evitar as compras por impulso, essa afirmação tem base em uma pesquisa do SPC, apontando que 53% dos brasileiros comprou por impulso nos últimos 3 meses.

2. A Ilusão das Marcas

Temos a falsa impressão de que as marcas próprias das redes de supermercados são inferiores a outras marcas populares e isso nos impulsiona a comprar mais das marcas líderes, pois “são melhores” que as outras.

O que poucos sabem é que, muitos produtos são produzidos por grandes marcas em negociação com essas redes, e por não terem custos elevados com marketing, acabam saindo em média 20% mais barato para o consumidor final.

3. Compras Mensais x Compras Semanais

A base dessa dica está relacionada diretamente com a inflação, o IPCA acumulado até agora bate nos 9,5% ao ano. Sabemos que a inflação devora os salários na população, entretanto, esse valor está bem atrás dos 80% de inflação mensal que eram aplicadas no início da década de 90.

A geração daquela época era acostumada com as compras mensais e isso foi passado aos filhos, mesmo que a inflação tenho reduzido bastante após a criação do Plano Real em 1994.

Nosso cenário econômico atual não é dos melhores, mas ainda é recomendável que você faça suas compras semanalmente, pois assim terá a exata noção do que consumiu na semana anterior e comprará exatamente o que precisa para a próxima.

O ato de ir ao mercado para fazer a compra do mês, sempre nos condiciona a comprar mais coisas e muitas delas são desnecessárias.

4. Cardápio Semanal

Aproveitando o gancho do tópico acima, recomendo a elaboração de um cardápio semanal, aliás o cardápio semanal fará com que você monte uma lista de compras para esse período.

Sendo assim, você já terá foco na alimentação da semana e não terá a desculpa de ter que ir as compras para matar o desejo de comer algo diferente depois de um dia intenso no trabalho.

Não posso deixar de citar a vantagem de preparar a própria comida. Prefira alimentos mais saudáveis, pois além de economizar, você também está fazendo bem ao seu corpo, reduzirá suas despesas com remédios, terá mais disposição para trabalhar, poupar e investir.

5. Não Leve as Crianças

Crianças são emplacáveis e estão cada vez mais espertas. Se elas querem o produto X da marca Y, você terá que domar a fera, e normalmente perderá queda de braço no final, tudo isso para que a criança lhe deixe em paz e pare de fazer escândalos.

Tente sempre deixar seus filhos na casa dos pais, do irmão, do cunhado, da madrinha ou de amigos de sua confiança.

Ao chegar no mercado você terá a lista de compras, tempo e paciência para analisar os preços praticados por aquele mercado, e resultado disso será um alívio para o seu bolso, mesmo que pequeno, afinal de contas, de grão em grão a galinha enche o pago!

6. Não Faça Compras com Fome

Já ouviu a frase: juntei a fome com a vontade de comer? Pois é, esse vilão precisa entrar para a sua lista negra, urgente!

Sempre coma alguma coisa antes de entrar no mercado. Você estará fazendo um enorme favor ao seu orçamento ao permitir que suas compras sejam orientadas pelo cérebro e não pelo estômago.

Já reparou que em frente ou dentro do próprio estabelecimento existe um cantina que oferece aqueles salgados que você adora? Pois é, tudo isso faz parte do jogo, por isso você deve proteger seu bolso antes mesmo de entrar em qualquer mercado.

7. As Armadilhas do Caixa

Pode parecer exagero, mas os supermercado são verdadeiras arapucas do consumo. Mesmo depois que você seguiu religiosamente sua lista de compras, olhou atentamente os preços, aí chegar no caixa você se depara com inúmeras guloseimas.

São chocolates, refrigerantes, sorvetes, revistas, livros e por aí vai, parece até que abriram uma filial do supermercado ao redor do caixa.

Essa armadilha foi prepara especial para capturar seu dinheiro até os 48 do segundo tempo. Portanto, olhe para frente e esqueça desses produtos, afinal de contas, sua compra já terminou!

8. O Jogo das Prateleiras

Nós somos que gostam de comodidade. Foi pensando nisso que os donos de supermercados colocaram os produtos mais caros na altura dos olhos e mãos do consumidor.

Você poderá fazer uma grande economia, se conferir todas as prateleiras que contém o produto que consta na sua lista de compras.

Ah, e ainda tem aquela dobradinha de produtos colocados estrategicamente ao lado outro, como por exemplo as massas próximas aos molhos, ervilhas, sardinha, atum e todas os outros produtos que caem como uma luva naquilo que você está colocando no carrinho.

9. A Segunda Quinzena e as Promoções

Uma vez que você decidiu realizar suas compras com frequência semanal, automaticamente poderá aproveitar duas vantagens: a liberdade conhecer as promoções de diversos supermercado próximos à sua casa, além disso, poderá descobrir outras marcas que não estavam presentes no supermercado que você está acostumado.

A outra vantagem está nas promoções da segunda quinzena do mês. A explicação é bem simples: do dia 1 ao 15 do mês é o período que as pessoas recebem seus salários e já que estão com o dinheiro na mão, os mercados não precisam se esforçar para ter um bom faturamento, pois o fluxo de clientes é alto na primeira parte do mês.

Agora quando chega o dia 16, aí começam surgir promoções, pois os clientes em potenciais já fizeram suas compras e pagaram muitas contas.

Nesse caso, os estabelecimentos precisam se esforçar para atrair mais clientes, e é nesse momento que você deve dar preferências para as compras no supermercado.

10. Compras no Atacado

Estamos acostumados a comprar no varejo. Porém, pode ser que você e sua família consumam alguns produtos em grande quantidade.

Talvez esse seja o momento de pensar em visitar lugares que vendam no atacado ( ou “atacarejo” ), visto que há preços muito melhores ao comprar em quantidade maior.

Nem tudo é vantajoso comprar no atacado, mesmo que sua família consuma uma coisa ou outra com muita frequência, pode acontecer de um produto ter datas de validade curta, e o que parecia ser uma economia à primeira vista, torna-se um desperdício em pouco tempo.

11. Não Vá com Pressa

O filósofo já dizia: a pressa é inimiga da perfeição. Sendo assim, também podemos dizer que a pressa é a inimiga número um do seu bolso.

Se você costuma passar rápido pelo supermercado, não conseguirá aplicar as dicas anteriores, ou seja, não poderá comparar os preços entre produtos e marcas, e provavelmente pegará itens desnecessários.

Toda compra precisa de um planejamento. Portanto, se você realizas as compras semanais, faz sua lista e pesquisa preços constantemente, dificilmente terá que passar desesperadamente pelas prateleiras do mercado, pegando tudo o que vê pela frente.

12. Pensar nas Metas Ajuda

Não importa o tamanho da despesas. Todas elas podem minar e atrasar a realização dos seus sonhos. Vamos fazer um pequeno exercício e visualizar uma meta que você quer realizar no curto ou médio prazo:

Suponhamos que você gasta R$ 1.200,00 no mercado todo mês. Se você trocar marcas, cortar itens desnecessários, pesquisar mais, aplicar boa parte das dicas anteriores e ao final conseguir uma economia de R$ 200,00.

Com esses R$ 200,00 economizados em cada compra você terá a soma de R$ 2.400,00 no ano.

Imagine só o que poderia fazer com essa dinheiro extra, e olha que estou assumindo que você nem colocou esse dinheiro na poupança.

Com essa quantia você poderia fazer uma viagem, pode dar uma bela entrada na moto ou quem sabe em um carro usado, e ainda pode se sentir mais tranquilo para usar esse dinheiro para as contas do início do ano.

Lembre-se que estou utilizando os valores acima como exemplo. Não há um percentual fixo de economia, mas ao ter um mente economista, você poderá acumular um bom dinheiro durante o ano.

Conclusão

Nesse artigo entendemos que a paciência, pesquisa de preços em vários supermercados, eliminação de fatores externos, bem como as armadilhas de marketing podem ser a chave para economizar mais.

Essa economia pode servir como base para um novo investimento ou construção da sua reserva de emergência.


Analista de sistemas, pai e um cético que resolveu aprender um pouco mais sobre finanças pessoais e investimentos após anos de gastos desenfreados.

Ver Comentários